Sobre a Igreja

Nossa História

A Comunidade Cidade de Refúgio Sede Internacional nasce no 2011, no mês de junho, na cidade de São Paulo, num dos pontos mais conhecidos do Estado. À época de seu nascimento, evidenciou-se a existência de outras denominações inclusivas; contudo, às pastoras Lanna Holder e Rosania Rocha Deus havia dado um direcionamento para o qual ambas disseram “sim”. E, então, foi gerada em seus corações a igreja. Como resposta de Deus à nossa geração, a CR sempre desejou alcançar aqueles que se sentiam excluídos, rejeitados em suas igrejas de origem em razão de sua orientação sexual ou por qualquer outro motivo que fosse. Estas mesmas pessoas estavam impedidas de servirem a Deus em seus ministérios. E este papel resgatador da CR tem sido cumprido ao longo dos anos.

Foi exatamente de ventres espirituais considerados por muitos como estéreis que nasceu a Cidade de Refúgio, num momento em que a tradição, a religiosidade, o fundamentalismo, apontavam para a morte ministerial de duas mulheres que se dedicaram por completo à obra de Deus, mas que estavam afastadas do exercício de seus ministérios. Sobre o posicionamento necessário ao nascimento da igreja, certa vez pastora Lanna apropriou-se do texto de Juízes 5:7: “… até que eu, Débora, me levantei, até que eu me levantei por mãe em Israel”. Absolutamente tudo foi conduzido por Deus, desde o desejo de ser igreja, passando pelas primeiras quinze pessoas que se engajariam no início, até o nascimento oficial dela.

Deus mostrou o lugar onde seria a Sede. O lugar foi encontrado e aos olhos naturais parecia enorme, mas para os olhos espirituais da pastora Lanna ele “já estava pequeno”. A fé sempre foi a bússola de cada passo dado nesta caminhada. A parte inferior do templo (atual espaço de convivência e cantina) estava totalmente tomada pela lama das chuvas. Cremos que até nisto Deus tinha um propósito, pois se iniciou então a limpeza que representaria a purificação a ser estabelecida sobre cada refugiado. Foram investidas na inauguração todas as economias das pastoras, fruto de anos de trabalho usado no aluguel e equipamentos para este primeiro tempo da Comunidade Cidade de Refúgio.

A igreja nasceu em junho de 2011 e pouco antes de junho de 2012 já foram quebradas algumas paredes para que o espaço do templo fosse ampliado e coubessem mais cadeiras, frustrando, para a glória de Deus, uma profecia contrária que dizia “não vai durar nem 3 meses”.

Em 2013 tivemos o nosso primeiro Refúgio de Carnaval, no Ano de José.

A igreja continuou avançando e alargando as estacas da tenda: em abril de 2013 nasce a filha primogênita, Cidade de Refúgio Londrina.

Em 2014 nasce o ministério Filhos da Mão Direita — FMD —, o primeiro ministério de louvor de uma igreja inclusiva, conduzido pela pastora Rosania Rocha. No mesmo ano inicia-se a gestação de mais um sonho de Deus. Ao percebermos que embora as paredes do templo já tivessem sido derrubadas a fim de caberem mais pessoas no templo, o espaço físico não comportava mais o número de membros e visitantes que tínhamos e, por isto, tivemos de transmitir os cultos no espaço de convivência da igreja — o que, em pouco tempo, também já não era mais suficiente. Então, numa atitude de ousadia e fé demos início à campanha “Edificando o templo”, para aquisição e reforma do cinema inativo localizado atrás da igreja.

Então, em 2015, mais especificamente no final do mês de julho, este sonho se concretiza: inauguramos a nova Sede Internacional da Comunidade Cidade de Refúgio.